Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ricardo Vilão, comediante que já tive o prazer de ver ao vivo, inclusive no Algarve, (digo prazer porque tem, em palco, piada e até tem histórias engraçadas) está a fazer furor nas redes sociais. Ora, fazer furor nas redes sociais é o equivalente a ter fotos nuas a circular ou ter posts que incomodam as pedras da calçada. Neste caso, são as pedras da calçada de Albufeira que foram arrancadas com as intempéries do fim-de-semana.

 

O comediante, num rasgo de brilhantismo humorístico, fez uma piadola sobre o Algarve, sobre aquele tema batido que os algarvios só gostam de ingleses e que Portugal não gosta dos algarvios mas faz férias no Algarve só para comprovar que são mal tratados e para meter fotos nas discotecas com aquários de gin e duas nortenhas atrevidotas.

 

Eu, que me sinto no direito de ficar ofendido quando me picam no patriotismo, não fiquei ofendido. O ano passado, um tipo que escreve umas crónicas no Expresso também picou o Algarve e falou da antipatia inerente ao algarvio. Como sou algarvio, tinha todo o direito de me sentir ofendido e dizer que a sua mãe tinha feito coisas menos dignas. O que fiz foi escrever em resposta: Amigo Henrique Raposo, você fez figura.

 

Os algarvios, normalmente, são uma raça que se ofende com facilidade e se for uma frase assim - "Esta conveniente casa de câmbios improvisada entre a máquina registadora e a arca dos gelados Camy, regra geral, faz com que, para um turista desavisado, uma sandes de chouriço paga em libras custe o mesmo que 15 dias de férias em Armação-de-Pêra com Aquacoiso para a família toda incluído." - é capaz de se habilitar a que lhe cuspam na bica...

 

Contudo, alinhei na provocação - que já gerou por esta altura umas 300 partilhas e mais de 700 comentários -, e ri um bocadinho. Faz-me lembrar o café aqui na rua. A bica está sempre queimada, o dono é antipático, estão em obras na estrada pelo que a esplanada é barulhenta mas vou lá de tempos em tempos porque fica a jeito.

 

É verdade que os algarvios não atendem toda a gente de forma igual, tal como os mecânicos vêem chegar um Mercedes novo e até se babam mas depois olham para o meu chaço e até bufam. É verdade que já fui mal atendido em várias terreolas deste país - inclusive naquelas que tantos blogs e jornalistas dizem que as pessoas são todas 5 estrelas. É verdade que Albufeira afundou-se e para jogar no Estádio da Nora é preciso usar galochas. É verdade que nem todas as piadas correm bem e que vão sempre existir alguns ofendidos de meia tigela. 

 

No Algarve, a servir portugueses à mesa, fiz tanta piada sobre a terra deles que, fossem eles ficar ofendidos e neste momento já eu tinha sete ou oito dentes de ouro...

 

Humoristas do Charlie Hebdo morreram em Paris em nome da liberdade e por cá ainda se promete uma biqueirada na testa a quem faz uma piada...

 

PS: o título é puramente ironia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De Fatia Mor a 03.11.2015 às 13:54

A liberdade de expressão é uma coisa curiosa! Normalmente só tem um sentido. É parecida à frontalidade. Toda a gente quer dizer tudo o que pensa, mas depois não querem que os outros fiquem ofendidos. :)
Nunca ligo a esses textos, vejo-os sempre como rábulas (que são) e aceito que sou imperfeita e que essas imperfeições são passíveis de serem alvo de riso. Aliás, sou a primeira a rir-me de mim. E do meu Algarve. E do meu Portugal. E custa-me que as pessoas não tenham sentido de humor e não olhem para além da piada fácil e conquistada à custa do elemento mais fraco. É que sempre ouvi dizer que vozes de burro não chegam ao céu! E no que toca ao Algarve, todos falam mal, mas voltam... Portanto, diria que não são assim tão mal tratados! ;)
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 03.11.2015 às 15:03

Olha minha querida, já te disse que gostei muito da tua terra. Fui muito bem atendida, diverti-me imenso e, gosto muito dos algarvios.
naquele bar das arcadas junto à Marina, cujos donos são um casal super simpático e, que na altura, tinham acabado de ser pais. Fomos tão "mal tratados" que iamos lá todas as noites!
Duas das minhas amigas são algarvias e são das pessoas mais divertidas que conheço.
Imagem de perfil

De Marquês a 03.11.2015 às 16:35

Um dia há-de vir um algarvio contar o que já passou com turistas portugueses... São umas jóias e ninguém sabe ;)
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 03.11.2015 às 16:37

olha....eu não tenho nada a dizer dos algarvios. achei os rapazes muito....versáteis e criativos...uns perfeitos postaizinhos do turismo algarvio! Um must!
Imagem de perfil

De Marquês a 03.11.2015 às 18:03

Ahahah...
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 03.11.2015 às 19:49

Eu sei que sim! E como tu, muitas pessoas! É como digo. A mim não me choca, nem me chateia. E muitas vezes reconheço todos os defeitos ao Algarve. E acho que não nos podemos chatear com estas coisas e acho um desperdício de tempo a malta andar para aí a exaltar-se com tão pouco. Parece-me que o nosso marquês vai na mesma ideia (ou então percebi mal).
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 04.11.2015 às 10:19

eu confesso que não vou passar férias para o Algarve, apesar da madrinha do meu filho ter lá casa....muito simpática, com piscina.
o problema é que nos meses de férias está lá o povo todo de Lisboa, e eu não tenho pachorra.
normalmente vou lá para uns torneios de golf, normalmente em Vale do Lobo, e gosto bastante.
mas imagino o que os algarvios sofrem no Verão, deve dar vontade de correr com aquela gente toda a tiros de caçadeira!
Imagem de perfil

De Marquês a 04.11.2015 às 13:03

Junho e Setembro são as melhores alturas para ir de férias para o Algarve. Os algarvios andam mais relaxados, a azáfama é menor e não há famílias com crianças aos berros em todas as esplanadas.

Comentar post



O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D