Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Obrigado, Capitão

por Marquês, em 28.09.18

Para os benfiquistas mais jovens, onde me incluo com os meus 29 anos, não há anos de Cristo para contar. Mas também há uma era AC e outra DC. E ontem, 25 de setembro de 2018, foi o dia da mudança. Hoje, meus amigos, vivemos o primeiro dia do ano 0 DC (Depois do Capitão).

 

 E por isso, venho por este meio dizer ao mundo: Obrigado, Capitão.

 

Para qualquer benfiquista, Luisão não é apenas Luisão. Não é o Girafa. Não é Anderson Luis. É, pura e simplesmente "Capitão". Se os adeptos mais antigos têm Coluna, nós temos Luisão.

 

Sim, estou a colocar Luisão no patamar onde só as lendas merecem estar. Porque ele o merece.

 

15 épocas ao serviço de um clube que se tornou seu. 15 temporadas de águia ao peito. 15 anos onde se tornou um membro da família benfiquista, vindo do outro lado do Oceano.

 

Já não há contos de fada no futebol. Já não histórias de amor eterno. Já não há amor ao símbolo. 

 

No meu tempo de futebol, Luisão é das memórias mais vivas que tenho do Benfica. Se muitas vezes festejei mais uma vitória, era Luisão que segurava a equipa ou ostentava a braçadeira. 

 

Porra... entrou no top de jogadores que mais vezes envergou o manto sagrado (só perde para Nené). Jogador estrangeiro com mais jogos. Jogador com mais presenças nas competições europeias. Jogador com mais títulos da história do Benfica!

 

Quando Luisão chegou ao Benfica, no verão de 2003, um jovem de 22 anos, uma promessa do futebol brasileiro, o Benfica estava há mais de 10 anos sem ser campeão nacional! Tinha sido 6º classificado poucos anos antes. 

 

Luisão cresceu e fez crescer alguns dos maiores defesas centrais do Mundo. Ricardo Rocha, David Luiz, Garay, Lindelof, Jardel e Ruben Dias cresceram a seu lado.

 

Quando fecho os olhos e tento lembrar-me de quem foi o Luisão, duas imagens surgem na minha mente. Luisão a agarrar o símbolo no peito e a gritar a plenos pulmões; Luisão, de braçadeira no braço a erguer mais um troféu. Foram 20! 20 títulos! Caramba.

 

 

 

 

Merecia terminar a carreira a segurar uma última vez a taça de campeão. Carregado em ombros pelos colegas. 

 

A vida às vezes é ingrata. E tudo o que possa escrever é pouco.

 

Obrigado, Capitão!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2018 às 08:05

É exatamente isso!!!!
Perfil Facebook

De José Ferreira a 01.10.2018 às 08:51

Grande jogador de carácter ENORME, profissionalíssimo e leal.
Merece um festa de despedida com a Catedral da Luz esgotada.
Obrigado, grande Luisão / Capitão.

MEU BENFICA AMADO, Sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeeee... o Maior e o Melhorrrrrrrr

Comentar post



O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D