Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Porquê de voltar

por Marquês, em 10.12.13
Dizem que o blogue é um diário online. Pessoalmente, nunca tive um diário de caderno e lápis mas percebo o conceito. Percebo a ideia de querer guardar algo que para nós teve alguma importância. Depois há aqueles que fazem dinheiro com isto e deixa de ser um bloque mas sim um negócio. Infelizmente, não é o meu caso e por isso, fiquei uns tempos sem escrever aqui porque não vi importância em nada dos últimos tempos.

Nunca pensei que ser desempregado fosse tão difícil. Quando estamos de férias ou de folga, temos imensas coisas para fazer. Ir ao banco, estar com aquele ou com o outro amigo, visitar um primo recém-nascido, ir beber café com um amigo de infância, ir visitar a mãe ou a avó, tirar umas férias, jogar um videojogo, ver um filme, apanhar uma grande bebedeira... Coisas para fazer. Estar desempregado é difícil. Ao fim de poucos dias já não há coisas para fazer e cansamos o intelecto à procura de coisas para fazer ou de coisas que podíamos estar a fazer e não estamos. Por exemplo, no outro dia perdi duas horas a pensar em ir ao banco. Não fui ao banco e fiquei em casa a ver Fox Life enquanto pensava "neste momento podia ir ao banco", e foi assim das 13h às 15h, até ao fecho do banco (no Algarve os bancos fecham às 15h). Mas foram duas horas em que, se estivesse de férias, tinha ido comprar uma t-shirt de manga cava, tinha ido beber uma cerveja com um amigo e ainda tinha visto um filme. O tempo passa de forma diferente e é muito menos produtivo. Não consegui ainda habituar-me a isto de ter 24 horas sem nada para fazer durante tempo indeterminado. É aborrecido e desmotiva. Queria eu fazer algo antes e não tinha tempo e agora tenho tempo e não faço algo.

E agora perdi uns belos minutos a tentar explicar algo que não é fácil de explicar porque é difícil. Faz sentido? Não me parece. Mas é. Estar desempregado, meus amigos, não é para qualquer um. Vou tentar dar um sentido ao meu tempo livre para ganhar coragem e motivos para martelar nas teclas. Nem tenho bebido vinho, vejam lá!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D