Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Está na moda ficar ofendido

por Marquês, em 25.05.15

O Nuno Markl e o Ricardo Araújo Pereira são contra as touradas? Vou ficar ofendido!

Um miúdo leva uma série de chapadas de uma miúda na Figueira da Foz (repararam no pormenor incessante em torno do local onde aconteceu este horrível caso de bullying e a forma como o termo bullying parece ter nascido só para nos dar conta deste caso na Figueira da Foz?)? Vou ficar ofendido!

O Estado Islâmico invadiu Palmira e vai destruir monumentos com séculos de história (mas que eu nunca ouvi falar e nem vou notar no seu desaparecimento até porque Síria não faz parte das minhas viagens de sonho)? Vou ficar ofendido!

A Luciana Abreu compareceu na gala dos Globos de Ouro com um vestido que parece que é feio e é torto e mais não sei quê (peço desculpa pela falta de coerência mas li a "notícia" na diagonal e não decorei as coisas)? Vou ficar ofendido!

O Benfica vendeu mais um jovem da formação sem que este se possa afirmar como um símbolo da mística encarnada? Vou ficar ofendido!

 

Está na moda ficar ofendido. Porquê? Parvoíce, agora estar a justificar alguma coisa. As modas não se questionam, simplesmente é para aderir e ficar ofendido!

 

(texto ligeiramente carregado de ironia e redigido de acordo com o acordo ortográfico do século passado)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Álcool proibido a 100 metros das escolas

por Marquês, em 15.04.15

Querem proibir a venda de álcool em estabelecimentos que fiquem a menos de 100 metros de escolas.

 

Mas os jovens podem comprar álcool? Ia jurar que existe uma lei que proíbe os jovens de comprar álcool o que, de certo modo, evita que eles comprem efectivamente álcool em estabelecimentos que fiquem a 100 metros de escolas (e também de estabelecimentos que vendam álcool a 120 metros ou a 2 km).

 

Neste caso, tenho a notar que estou contra o PSD. Estou contra a direita! Não se assustem, não li nenhuma declaração oficial do partido a dizer que apoiava esta ideia. Mas o ex-deputado do PSD Luís Menezes escreveu nas redes sociais: "Se apanharem o meu filho, liguem só se estiver a beber Sagres. Se for Super Bock, ele já está a fazer as escolhas certas."

 

 

A Sagres apoia a Selecção Nacional, o Benfica e o Belenenses, caro ex-deputado! Como ainda não tenho filhos, liguei ao meu tio para saber a opinião dele. Está do meu lado. Aliás, o meu primo nunca tocou numa Super Bock! Também só tem cinco anos e com uma mini fica meio tonto.

 

E sim, li a notícia no Correio da Manhã. Gosto de fazer estas malandrices ao meu cérebro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Zara, a máquina de publicidade negativa

por Marquês, em 10.04.15

Quem não se lembra da camisola da Zara que lembrava os campos de concentração nazi? 

 

Agora li que foram acusados por uma organização que os acusa de ser sexistas!

 

Deixo as imagens para vocês se debruçarem sobre o assunto. Fica a dica: convém falar mal da Zara porque está na moda e todos nós queremos ser da malta fixe que está na moda.

 

 

 

 

 Podem continuar a comprar camisolinhas baratas na Zara e até um ou outro par de sapatos. Mas não postem nada no Instagram durante uns dias, até o pessoal se esquecer e a Zara voltar a ser fixe.

 

PS: está ao rubro a polémica (que nunca há-de ser polémica) dos blogs que são pagos pelas marcas e afins. Não fui pago pela Zara (um bocado óbvio, será?) nem pela concorrência. Mas... estou disponível para tal. Até tiro fotos em cuecas para promover qualquer marca! DIM, Calvin Klein, H&M, Lacoste, Giovanni Galli ou até Mundo dos Fatos, estou disponível. A sério, estou mesmo disponível! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um drama no elevador

por Marquês, em 07.07.12
Ontem sucedeu-se algo na minha vida que alterou a forma como eu vejo o mundo. A partir daquele momento, nada mais foi igual para mim. Um misto de revolta e impotência apoderou-se de mim, e quase chorei por dentro. O drama, o horror, a tragédia...

O que se passou foi o seguinte. No prédio onde eu laboro, existem dois elevadores e, tendo em conta que o escritório onde ostento uma secretária é num quinto andar, costumo utilizar frequentemente os ditos cujos. Ora, ontem, estava eu descansado da minha vida a preparar-me para ir almoçar, chamo o elevador, entro no elevador, carrego no botão do rés-de-chão, a porta fecha e, de repente, o meu nariz descobre algo. Semi-cerro os olhos, dou duas ou três narinadelas, e faço um primeiro diagnóstico da situação - cheirava a bufas! No primeiro instante cobri simplesmente o nariz com a mão e comecei a rir. Um qualquer malandro ou malandra do prédio largou um gás pestilento no ascensor para amaldiçoar o desgraçado que tivesse a infelicidade de necessitar de subir ou descer. O desgraçado era eu, e até já contava vingar-me numa próxima. Todos nós já largamos uma bufa no elevador e fugimos apressadamente para lixar o próximo. Eu próprio estou sempre a fazê-lo, sempre com sucesso. Mas, de seguida, chegou o medo. Ainda faltavam quatro andares e tudo podia acontecer. Comecei a tremer, desesperadamente tentei sacudir o odor, "e se o elevador pára antes de chegar ao rés-do-chão e entra alguém??? De certeza pensam que fui eu e fico com má imagem no prédio...". Escusado será dizer que entrou uma senhora... no segundo andar. Podia ter entrado um homem e até podia achar graça à situação, rir-se, gozar por dentro, contar histórias aos amigos sobre um jovem bem bonito que tinha largado uma bomba atómica no elevador e riam todos juntos enquanto bebiam umas cervejas e comiam uns caracóis. Mas não, entrou uma senhora! Cerca de 40 anos, aspecto carrancudo, com ar de executiva, pasta em uma das mãos e telemóvel, daqueles que tira fotos, faz vídeos, cozinha, passa a ferro, e tem acesso ao Facebook, na outra. A porta abriu, saímos os dois, fiquei para trás e vi-a entrar num carro de uma empresa de consultoria sediada longe dali. Era apenas uma senhora que tinha vindo a uma reunião e o risco de a voltar a encontrar não seria muito grande.

Moral da história: na realidade existem várias morais nesta história. E vou enumerá-las.

1º - Cuidado ao entrarem num ascensor. Antes de iniciarem a viagem, façam o reconhecimento do local. Se cheirar mal, apanhem o próximo.

2º - Se costumam largar umas bufinhas no elevador, tenham cuidado. Aquilo nem sempre segue as leis da física e pode abrir inesperadamente, entrar a mulher dos vossos sonhos e não ficar nada impressionada. 
(Atenção, para todos aqueles que interpretam "impressionar" com uma bufa poderosa, daquelas que o cheiro arrepia os pêlos do corpo e cria lágrimas nos olhos - as mulheres não gostam disso.)

3º - Se a senhora que estava no elevador e ficou com ideias erradas estiver a ler isto, garanto-lhe que não fui eu. Eu, por norma, até cheiro bem, tomo banho e uso aquelas coisas para deixar o corpo bem cheiroso e até gostoso. 

4º - Não larguem presentes ao próximo. Porque o próximo posso ser eu e a minha última experiência alertou-me para os perigos dessa vida.

Um bom fim-de-semana para todos, minis, caracóis, Wimbledon, Tour, e muita chuva!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D