Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Problemas do século XXI

por Marquês, em 17.02.16

Às vezes dou por mim a pensar que nasci na época errada. O meu corpinho sexy e ar gingão tinham feito um enorme sucesso na década de 80, não tenho dúvidas. Ou a minha virilidade seria uma mais-valia para escorraçar os árabes do nosso território no século XII. Este novo milénio não me parece adequado.

 

Cresci já com acesso a internet e telemóveis e consolas de jogos que evoluiam à velocidade-luz. Quando comecei a ouvir música já os walkman eram coisas do passado, vinil já era objecto de colecção e grandes bandas como The Beatles, Queen (que agora renasceu com o Adam Lambert e vou vê-los no Rock in Rio-Lisboa 2016) ou Nirvana já tinham desaparecido. Não acompanhei o nascimento da TV mas vi a internet roubar protagonismo ao papel. Escapei à Guerra Fria e o muro de Berlim quando me viu nascer deitou-se ao chão só para me ver.

 

No entanto, vou ao café com amigos e perco algum tempo, se calhar largos minutos, a vê-los mexer nos zingarelhos electrónicos que trazem com eles. Estamos no cinema a ver os trailers dos filmes da sala ao lado e a sala está iluminada com o brilho dos smartphones. A correr as pessoas levam telemóveis pendurados no braço. Vamos a um restaurante e há o ritual de tirar fotos ao prato, de vários ângulos, depois a importância de escolher o filtro perfeito e tem de se publicar antes de provar. O que se torna bastante difícil quando a internet é uma porcaria e a foto nunca mais carrega e depois começamos a stressar porque a comida está a ficar fria e nós ali a olhar para o loading que nunca mais acaba. Aliás, acho que o futuro passa por comida essencialmente fria para não apressar o ritual da foto e partilha nas redes sociais.

 

E eu, qual ermita, com o telemóvel pousado em cima da mesa (só tiro do bolso porque fico mais confortável) a tentar conversar com as pessoas. E as vezes em que o prato chega à mesa e me lanço a comer sem sequer ligar o modo câmara, qual selvagem.

 

Definitivamente, tinha-me dado muito melhor em soirées com o João da Ega.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bolas, não fui a tempo!

por Marquês, em 28.09.15

O mundo é para os espertos. Gente com olho para aproveitar uma boa oportunidade e pôr em prática uma ideia de negócio. Boa ou má, pouco importa, o fulcral é o timing, a oportunidade!

 

Há tempos que tenho visto este fenómeno das selfies como uma oportunidade de negócio. Desde logo a proliferação do termo "selfie" que, qualquer dia, é parte integrante do dicionário e vem nos livros escolares do 3º ano.

 

Também aqueles paus que seguram telemóveis com câmara, os "selfie" sticks, ou "paus de tirar fotos narcisistas", foram uma excelente oportunidade de negócio. Não é uma das ideias mais espectaculares do mundo, não vai resolver o problema dos refugiados nem curar o cancro nos testículos mas, do ponto de vista económico, foi fantástica!

 

Eu, numa tentativa que se revelou infrutífera, tentei criar a "helfie"! E o que é a "helfie", perguntam vocês. A sério? Querem mesmo saber? Epah, agora fui apanhado de surpresa com o vosso interesse repentino. Até fiquei nervoso. Vou explicar: helfie é semelhante à selfie mas, e atentem bem neste fantástico pormenor, é uma fotografia que o nosso animal de estimação tira connosco. H de humano + elfie de duckface.

Digam lá que não é uma boa ideia? Claro que é. 

 

Nisto, veio daí um tipo qualquer que inventou um zingarelho para tirar fotos mais fotogénicas com cães. Ou seja, eu falo em helfie e ninguém liga nenhuma, este gajo cria um zingarelho tipo pau de helfies e a malta dá dinheiro e o caneco!!! 

 

(foto e artigo in dinheirovivo)

Autoria e outros dados (tags, etc)


O responsável

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D