Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Existe uma linha que separa tudo...

por Marquês, em 20.06.12

Boa pergunta, tenho de admitir. Não passo um dia sem ver esta linha à minha frente. Outdoors, mupis, cartazes, anúncios de tv, anúncios na internet, redes sociais... acho que até já vi esta linha na rádio! Só para verem como já vi esta linha várias vezes e em variados locais e acontecimentos. Chego a não conseguir diferenciar as imagens reais das falsas. Toda a gente inventa uma comparação separada por uma linha, toda a gente! A sério? Ainda por cima é uma linha em cores "bichas", há homossexualidade, que não tenho nada contra, e há "bichice" e "paneleirice", e esta linha é "bicha".

Não obstante, e apesar de as pessoas serem levadas a pensar tal - é de propósito -, nada tenho contra esta linha e até estou aqui para a elogiar. Fazer publicidade a marcas não é do meu estilo mas vou abrir uma excepção. A Íris, ou Fibra da Zon, pode ter ou não mais clientes que a concorrência mas, neste momento, lidera em mediatismo e é uma das "publicidades peste negra virais" do momento (gostam do termo? "Publicidade peste negra", é porreiro, não é? Vou averiguar se já existe, caso contrário, amanhã estou numa universidade chique a dar um seminário sobre "publicidade peste negra"). Na minha singela e inocente (cof cof) opinião, já ninguém suporta os Gato Fedorento nos anúncios da Meo. É sempre igual, não há evolução, não há nada de novo, mas agora surge a Íris e a sua linha "abichanada" com algo de novo. Centenas de imagens circulam pela internet com a linha, na sua maioria são frases forçadas para a brincadeira mas a linha (já disse que é "abichanada"?) está lá e as pessoas associam-na ao produto. Pouco importa se "Existe uma linha que separa o Sporting da Liga dos Campeões" ou "Existe uma linha que separa a nádega esquerda da nádega direita", a questão é: existe uma linha! Uma aposta ganha.

"Publicidade peste negra viral", ou apenas "publicidade peste negra", é uma publicidade em forma de epidemia. Podemos apanhar em casa, na rua, sozinhos ou com outras pessoas - não é sexualmente transmissível, mas aconselho o uso de protecção na mesma! A "publicidade peste negra" começa por inundar mupis ou cartazes ou anúncios de televisão, tentamos resistir mas sucumbimos e somos forçados a ver a publicidade. Uma vez, outra e outra vez, e quando damos por nós - não há saída! Fomos contaminados! Estamos a falar e quando queremos dar um exemplo para expressar uma ideia, pimba, lá vem a "publicidade peste negra"! Não nos larga, consome-nos! Está sempre a surgir-nos à frente, na nossa mente, reparamos que nos apanhou. Tal como a peste negra atacou os nossos antepassados!

Para mais explicações sobre "publicidade peste negra", ou para o caso de pretenderem a fórmula do antídoto, estou disponível para dar palestras, seminários ou participar em congressos. Também animo baptizados, festas de aniversário, casamentos e divórcios (estou a especializar-me nisto, é o negócio do futuro!). Contactos através do blogue, das 10h às 22h, incluindo feriados e fins-de-semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia do Trabalhador ou Dia do Pingo Doce?

por Marquês, em 13.05.12
Semana e meia depois, o assunto "Pingo Doce" parece ter, finalmente, chegado ao fim. Uma "simples" campanha de descontos originou uma cadeia de reacções a que ninguém ficou indiferente. Muitos foram a favor, muitos foram contra, muitos aproveitaram os descontos, muitos preferiram ficar em casa, mas todos souberam e falaram dos descontos do Pingo Doce. Arrisco-me até a dizer que 1 de Maio de 2013 não vai ser o Dia do Trabalhador mas sim o primeiro aniversário do Dia do Pingo Doce.

Numa rápida pesquisa pela Internet, vejo que foram milhares de notícias e comentários nas redes sociais, dezenas de imagens criadas para "ironizar" a acção da Jerónimo Martins. Se o "viral" é a moda do momento, esta pode muito bem ser a campanha viral de Portugal em 2012. São várias as lojas e marcas que fazem descontos, nas épocas de saldos chegamos a ver artigos com 90% de desconto, os electrodomésticos sofrem rebaixas de preços, na compra de uma blusa levamos outra de oferta, existem lojas e secções só de descontos, existem outlets, existem milhares de campanhas por ano. No entanto, o Pingo Doce, num só dia, conseguiu parar o país e não deixou ninguém indiferente. Isto, meus amigos, é algo de fantástico. 27 milhões de lucro num só dia (ainda sem descontar as acusações da ASAE)! É a terceira marca mais falada nas redes sociais em 2012, a seguir a Benfica e Sporting!

Venha de lá o Jerónimo falar de exploração dos trabalhadores. Esses mesmos trabalhadores receberam o feriado a 500%! Esses trabalhadores foram recompensados pela empresa! Venha o Louçã condenar os lucros "inaceitáveis". A Jerónimo Martins, mesmo com a polémica polaca, é das marcas com maior crescimento na banca portuguesa! Emprega milhares de portugueses em todo o país! Venha a ASAE falar de "dumping". Os consumidores que aproveitaram o 1 de Maio num Pingo Doce perto de si saíram de lá satisfeitos e só pagaram metade do que levaram!

Não consigo deixar de falar nos desacatos e nas cenas de violência, numa palavra: lamentável, noutra palavra: vergonhoso. No entanto, a culpa foi do Pingo Doce? Ou terá sido da falta de educação das pessoas? Eu oiço falar em descontos e dá-me vontade de ir às compras e de encher a despensa, não me dá vontade de ir buscar um canivete e atacar três ou quatro desconhecidos. Mas isso sou eu... Venham de lá os descontos e as baixas de preços dos privados pois o Governo, aquele que realmente se alimenta dos contribuintes, só sabe subir os impostos e as taxas!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D