Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vou escrever um livro! - Parte I

por Marquês, em 29.10.12
Vou escrever um livro. É verdade. Com tanta maluquice e estupidez neste mundo, ninguém se vai ralar no caso de eu conseguir publicar isto. Como tal, vou fazer de vós minhas cobaias. Vou atirar contra este teclado (finalmente, o meu computador voltou! Teve de levar um processador novo e está impecável) alguns excertos dessa obra que irá chegar ao top de vendas! Pelo menos na papelaria aqui da rua, é um negócio de família, a mulher fica na papelaria e o esposo explora um café logo ao lado, compro o jornal, pisco o olho à senhora, pisco o outro olho à filha do casal, que até é bem jeitosa e acho que não tem namorado, e vou beber um café e falar sobre bola com o sr. Fernando. Quando tiver um livro, há-de estar à venda ali!

"E ele pega no microfone, calmamente cambaleia em direcção às colunas, num salto consegue pôr-se em cima do palco, quase por milagre não cai. Habilmente baixa a cabeça e descai sobre o ombro direito, segurando o microfone na mão esquerda, e começa a estalar os dedos ao som da música, ou num tom semelhante. Na sua postura mais sensual possível joga o microfone contra os lábios e balbucia,
“This thing called love
I just can't handled it
This thing called love
I must get round to it
I ain't ready
Crazy little thing called love”

De seguida sobem duas raparigas ao palco, uma loira nos seus trinta anos e uma morena com pouco mais de 20, cada uma mais bela que a outra. No entanto, as capacidades avaliadoras também já não estão na sua melhor forma e o cantor lá se deixa abraçar pelas duas beldades, quase deixando cair o microfone e perdendo-se na música. Fraca actuação, muito olhar trocado com a loira, para inveja da morena. E eis que a música chega a uma parte em que é só instrumental e o artista do microfone decide dançar com a morena, corpo com corpo em movimentos sensuais, segura na mão da rapariga e nota que tem olhos cor de avelã, fá-la rodar sobre o seu braço e aproveita para trocar olhares com a loira, que agora se roía de inveja enquanto tentava inventar uma coreografia a solo. Termina o instrumental com um beijo na face da morena de olhos cor de avelã, mesmo junto aos lábios doces, contudo não há tempo para mais, o artista regressa à cantoria ainda mais desafinado mas com um novo brilho no olhar e uma postura de Elvis Presley numa imitação de Freddie Mercury. Entretanto as bailarinas começam a mostrar-se inquietas quanto às preferências do artista e começam a sair do palco. O Elvis ajeita o cabelo e convida a morena,
“And take a long long ride on my motorbike
'Til I'm ready
Crazy little thing called love
You crazy little thing called love
This crazy little thing caaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalled looooooove...”.

E assim chega ao fim o vídeo, desligo o telemóvel e volto a tentar dormir. Na minha cabeça volto a reconstruir esse dia. Era Primavera, uma noite de Sábado, casamento do meu melhor amigo, o Rafael, eu era o padrinho e fiz questão de o envergonhar à frente da família da sua futura esposa, a Rita, e também consegui envergonhar-me a mim. A morena, por exemplo, era a irmã mais nova da Rita e lembro-me, perfeitamente, de ela me ter proibido de me aproximar da sua mana. Eu percebi algo como, “aproxima-te da minha mana”, e não perdi nenhuma oportunidade para meter conversa com ela. Não sei se resultou ou não, acordei no dia seguinte num quarto de hotel ao lado da loira, e desde então não mais vi “a mana mais nova da Rita”. Mas foi uma cerimónia bastante bonita. Por bom senso tínhamos antecipado a despedida de solteiro para a véspera da véspera do casamento, de modo a garantir que todos iriam estar minimamente apresentáveis para o dia mais feliz da vida do Rafael. Mas foi uma manhã dos diabos..."

Autoria e outros dados (tags, etc)



O responsável

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D